Saúde da mulherSaúde íntima

Contamos com atendimento especializado em saúde intima através da fisioterapia Uroginecológica, uma especialidade que atua no tratamento dos distúrbios pélvicos urinários, sexuais e fecais, além de abranger também a preparação perineal para o parto e reabilitação pós-parto.

Os músculos do assoalho pélvico desenvolvem como principal função a manutenção na posição anatômica dos órgãos pélvicos, funcionando como uma rede de sustentação desses órgãos. Estes músculos estão sujeitos a sofrerem atrofia, ou seja, enfraquecimento e podem apresentar alterações como por exemplo, os prolapsos genitais que consistem na descida de órgãos pélvicos, como a bexiga (‘’Bexiga caída’’) e também incontinência urinária.

O enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico podem também causar menor desempenho sexual, pois não mais existirá a sensação de pressão intravaginal, o que dificultará o ato sexual tanto para a mulher quanto para seu parceiro.


Disfunções Urinárias

Incontinência urinária feminina - o que é?

A incontinência urinária (IU) é definida, de acordo com a International Continence Society (ICS), como a queixa de qualquer perda involuntária de urina.

Existem situações transitórias e definitivas que levam ao quadro de IU. Dentre as situações transitórias destacam-se o uso de medicações (ex: diuréticos), doenças mentais (perda da consciência de plenitude da bexiga), infecção urinária, deficiência hormonal (ex: privação de estrogênio) e imobilidade no leito (IU funcional - o paciente não consegue chegar até o banheiro). Dentre as situações definitivas, pode-se citar o parto normal traumático, cirurgias abdominais, cirurgias pélvicas (ex: histerectomia), cirurgias oncológicas, acidente vascular cerebral, traumatismos e tumores medulares, doença de Parkinson, Alzheimer, Esclerose Múltipla, Diabetes Mellitus e defeitos congênitos.

TRATAMENTO

A função da fisioterapia é reabilitar a musculatura do assoalho pélvico, para isso utiliza técnicas como: cinesioterapia (exercícios específicos), eletroneuroestimulação (uso de correntes elétricas), biofeedback (aprender a controlar a musculatura e conscientização de contração e relaxamento do assoalho pélvico), uso de cones vaginais e terapia comportamental (conjunto de estratégias e mudanças para controlar a bexiga).

Bexiga Hiperativa: O que é?

É uma síndrome caracterizada pela presença de urgência para urinar, com ou sem incontinência urinária de urgência (perda involuntária de urina), geralmente acompanhada de noctúria (aumento da frequência urinária noturna - levantar-se à noite para urinar) e aumento da frequência urinária na ausência de fatores infecciosos, metabólicos ou locais. A fisiopatologia ainda não é totalmente conhecida, sabe-se que ocorrem contrações involuntárias da musculatura da bexiga na fase de enchimento.

Sintomas

  • Ir várias vezes ao banheiro durante o dia e à noite
  • Urgência na vontade de urinar
  • Perda acidental de urina
  • Ficar preocupado para chegar a tempo ao banheiro

TRATAMENTO

O tratamento inclui o uso de medicamentos que controlam essas contrações involuntárias do detrusor (músculo da bexiga). Na fisioterapia, o uso da eletroneuroestimulação e terapia comportamental traz bons resultados.


Disfunções Anorretais

Incontinência fecal: o que é?

Perda involuntária de fezes em momento ou lugar inapropriado. É mais comum em mulheres que tiveram partos vaginais traumáticos e após procedimentos cirúrgicos.

Sintomas

  • Soiling: mais comum, é a mancha de fezes nas roupas íntimas.
  • Anismo: contração paradoxal do músculo puborretal | Sintoma: dificuldade e dor para evacuar
  • Constipação intestinal: ‘’intestino preso” como é conhecido, é complexo e multifatorial, leva ao esforço evacuatório, podendo causar danos ao nervo pudendo que é responsável pela inervação do assoalho pélvico. | Sintoma: evacuação não satisfatória difícil ou infrequente, ou ambas.

A fisioterapia melhora a qualidade de vida dos pacientes que apresentam disfunções anorretais através de técnicas, tais como: eletroneuroestimulação, biofeedback, treinamento dos músculos do assoalho pélvico, treinamento retal com balão, massagem em assoalho pélvico e modificação comportamental


DISFUNÇÕES SEXUAIS

Os transtornos sexuais podem acontecer tanto no homem como na mulher, em uma (ou mais) das três fases que compõem o ciclo de resposta sexual: desejo, excitação e orgasmo. As disfunções sexuais mais frequentes nas mulheres são:

  • Dispareunia: é a dor durante a relação sexual e pode ser classificada em superficial (causada pela penetração inicial no intróito vaginal) ou profunda (dor decorrente da penetração profunda).
  • Anorgasmia: quando a mulher não atinge o orgasmo.
  • Vaginismo: caracteriza-se pela presença de espasmos (contrações involuntárias) nos músculos do assoalho pélvico, impedindo, na maioria das vezes, a penetração.

TRATAMENTO

O tratamento fisioterapêutico, associado ao tratamento médico e psicológico, objetiva o controle da musculatura do assoalho pélvico e, melhora da função sexual pelo aprendizado de consciência corporal, equilíbrio entre corpo e mente. O trabalho multidisciplinar é muito importante para os pacientes que apresentam alguma disfunção sexual.


Pré e pós-parto

Durante a gravidez, os músculos do assoalho pélvico (MAP) sofrem uma maior pressão, porque sustentam, além dos órgãos pélvicos, o bebê, e os anexos embrionários (placenta, líquido amniótico etc). Neste período, os MAP bem fortalecidos oferecem um apoio maior ao útero, reduz a pressão sobre a bexiga e melhora as dores lombares, que são comuns em gestantes. Os MAP fortalecidos permitem uma recuperação muito mais rápida após o parto, bem como previne as lacerações da parede vaginal que podem ocorrer no parto normal.

No pós-parto os cuidados são principalmente para o retorno da força e cuidados com as cicatrizes de laceração ou episiotomia a fim de minimizar problemas futuros.

Tratamento: treino com o dispositivo Epi-No, massagem perineal, exercícios respiratórios e de consciência perineal.

Depoimentos

Minha doula, Karen, que me mostrou que muitos “nãos” podem ser convertidos em um único “sim”. Aquele que terá valor para o resto de sua vida, como a fênix faz a mulher renascer das cinzas, que faz adormecer a mulher fragilizada, para dar espaço a mulher dona de si, do seu destino e mãe. E que fez tudo para que isso acontecesse de uma forma serena, cheia de luz e paz. Para você, querida, que foi meu porto seguro, que fez tudo e que viveu minha perda e tornou isso a maior conquista e descoberta da minha vida: Todo amor que houver nessa vida.

Marilene Pereira

A drenagem linfática sempre me ajudou desde antes da gestação, mas principalmente durante ela, quando os inchaços são mais constantes. Além disso, contar com uma profissional bem atualizada me deixa bastante tranquila em relação ao parto (Karen será minha doula), sem contar todo o acolhimento recebido.

Juliana Ferraz

Conheci a Pamela este ano e recebi um enorme benefício para meu corpo e minha saúde. Sua conduta é profissional de grande qualidade, dedicação e seriedade, sempre preocupada em estudar a saúde de cada paciente em particular. Indico sempre seu trabalho!

Liliana

Bem , conhecer a Karen foi um prazer para mim , Gio e nosso filho Pedro . Iniciamos o preparo perineal com ela no terceiro trimestre de gestação com uma consulta atenciosa e profissional na clinica Healize. Tive uma dedicação da Karen desde o primeiro contato, e eu mesmo sendo médica precisei de muitas informações para meu desempenho no parto. Mesmo com o preparo que nosso corpo nos dá para o parto , a massagem perineal e o uso do EPi nos deixaram seguras frente ao trabalho de parto. O Pedro nasceu de 39 semanas e 3 dias de parto normal sem ipisiotomia sem nenhuma laceração em meu períneo , isso nos deixou muito gratas com o atendimento recebido na Healize.

Carolina Cresciulo

Tenho 68 anos e há 2 anos atrás não estava bem, com o corpo todo enrijecido, fortes dores me impossibilitando de andar ou subir degraus, foi quando decidi experimentar o Pilates, foi a minha cura. Gostaria de dizer que o Pilates tem que ser muito bem orientado e bem acompanhado, o que encontrei na Healize, com uma profissional séria, competente e que está sempre se atualizando com cursos e estudos.

Aidir Maria