BLOG

Relato sobre Amamentação – Thuany #SMAM2019

“21.11.2016, Isabella nasceu de 40 semanas em uma cesárea indicada e foi imediatamente para longe de mim. A médica só olhou e disse: já volto mãezinha! 01h depois devolveu minha filha, de banho tomado. Não senti o cheiro da cria e tbm não fui a primeira pessoa que ela sentiu o cheiro. Assim que ela […]

1 de setembro de 2019
1

“21.11.2016, Isabella nasceu de 40 semanas em uma cesárea indicada e foi imediatamente para longe de mim. A médica só olhou e disse: já volto mãezinha! 01h depois devolveu minha filha, de banho tomado. Não senti o cheiro da cria e tbm não fui a primeira pessoa que ela sentiu o cheiro.
Assim que ela chegou, tentaram colocar no meu seio, mas ela não mamava. E assim foram 3 longos dias no hospital. Ela não mamava, só dormia e eu chorava pq queria amamentar minha filha. Fomos para casa e no caminho minha mãe recomendou comprar 1 lata de leite artificial. No hospital eles monitoravam a glicemia e em casa? A bebê vai passar fome? Chegamos em casa e ela já tomou a primeira mamadeira, no colo da minha mãe, enquanto eu chorava e me culpava por “não ter leite”. Mesmo assim eu insisti. Chamei uma consultora em aleitamento materno, a Ana da Healize, e ela me explicou sobre o colostro, sobre pega, sobre o risco de confusão de bicos e sobre os mitos que envolvem a amamentação…Isabella mamou e eu fiquei tranquila. Passei a oferecer o LA apenas a noite. Após 7 dias fomos a pediatra e o choque foi maior: ela havia perdido 600g e seria necessário aumentar a oferta de LA. A pediatra percebeu minha frustração e me indicou a relactação. RELACTAÇÃO. Linda palavra né? Durante as mamadas do dia, era lindo de ver…ela mamava o LA através da sonda e estimulava meu seio. E de madrugada? Você com sono, criança chorando, segura seringa, sonda, peito…Não rolou! Voltamos para a mamadeira mesmo correndo o risco de desmame precoce. Após 1 mês de vida, meu pai fez a Isabella dormir e quando ela acordou, 04h depois, eu percebi que ele não havia dado a mamadeira. Pela manhã ele me disse: Tá vendo filha, ela não precisa mais da mamadeira, seu leite é suficiente. Suspendi o LA e fui observando. Na consulta de 2 meses, tcharam! Ela havia engordado 1,3 kg apenas com o LM.
Vencemos filha!! De hoje em diante, você irá mamar apenas leite materno, em livre demanda e até quando você quiser!
Mesmo com o retorno ao trabalho, a amamentação continuou e ela não consumia outro leite além do materno. Quando ela completou 1 ano e 5 meses, eu engravidei da Alice. Enquanto todos diziam: “agora vai ter que desmamar!” Eu só pensava: Vou amamentar em Tandem!
Alice nasceu e logo na maternidade eu amamentei as duas e a sensação foi maravilhosa. Alice veio em um parto natural, direto para meus braços…uma nova história!
Passaram os dias e a Isabella estava mamando feito um RN! 2 anos e 5 meses e acordava de madrugada, enquanto a irmã de 2 meses mamava 10 minutos, ela passava 01h no Tetê. Começou a ficar pesado, cansativo e eu passei a me irritar quando ela queria mamar. Comecei a ler sobre desmame e a aplicar algumas técnicas (contar até 10, dar mama 3x ao dia…), criar historinhas e depois de um sleep talk com ela, tive um feedback da Isabella: Mamãe, eu ainda preciso do tetezinho!
Entendi que ela não está pronta e estou conduzindo o desmame no ritmo dela.
Em toda essa trajetória eu tive muito apoio da minha família. Meu pai, mesmo mora do há 1.200km de mim, teve a sensibilidade e percepção de que a Isa não precisava mais da mamadeira e abriu os meus olhos. Meu companheiro cuidava de todas as refeições e da minha alimentação para ter energia e estar bem nutrida. Minha mãe, não saiu do meu lado nem um dia sequer! Cuida da casa, das roupas e das crianças para eu descansar quando preciso.
Já são quase 3 anos com toda essa rede de apoio, e a amamentação é prioridade para todos aqui.”

Depoimento da querida Thuany Cristina de Lima Santos, mãe da Isabella de 2 anos e 8 meses e da Alice de 4 meses.

Depoimentos

Minha doula, Karen, que me mostrou que muitos “nãos” podem ser convertidos em um único “sim”. Aquele que terá valor para o resto de sua vida, como a fênix faz a mulher renascer das cinzas, que faz adormecer a mulher fragilizada, para dar espaço a mulher dona de si, do seu destino e mãe. E que fez tudo para que isso acontecesse de uma forma serena, cheia de luz e paz. Para você, querida, que foi meu porto seguro, que fez tudo e que viveu minha perda e tornou isso a maior conquista e descoberta da minha vida: Todo amor que houver nessa vida.

Marilene Pereira

A drenagem linfática sempre me ajudou desde antes da gestação, mas principalmente durante ela, quando os inchaços são mais constantes. Além disso, contar com uma profissional bem atualizada me deixa bastante tranquila em relação ao parto (Karen será minha doula), sem contar todo o acolhimento recebido.

Juliana Ferraz

Conheci a Pamela este ano e recebi um enorme benefício para meu corpo e minha saúde. Sua conduta é profissional de grande qualidade, dedicação e seriedade, sempre preocupada em estudar a saúde de cada paciente em particular. Indico sempre seu trabalho!

Liliana

Bem , conhecer a Karen foi um prazer para mim , Gio e nosso filho Pedro . Iniciamos o preparo perineal com ela no terceiro trimestre de gestação com uma consulta atenciosa e profissional na clinica Healize. Tive uma dedicação da Karen desde o primeiro contato, e eu mesmo sendo médica precisei de muitas informações para meu desempenho no parto. Mesmo com o preparo que nosso corpo nos dá para o parto , a massagem perineal e o uso do EPi nos deixaram seguras frente ao trabalho de parto. O Pedro nasceu de 39 semanas e 3 dias de parto normal sem ipisiotomia sem nenhuma laceração em meu períneo , isso nos deixou muito gratas com o atendimento recebido na Healize.

Carolina Cresciulo

Tenho 68 anos e há 2 anos atrás não estava bem, com o corpo todo enrijecido, fortes dores me impossibilitando de andar ou subir degraus, foi quando decidi experimentar o Pilates, foi a minha cura. Gostaria de dizer que o Pilates tem que ser muito bem orientado e bem acompanhado, o que encontrei na Healize, com uma profissional séria, competente e que está sempre se atualizando com cursos e estudos.

Aidir Maria