BLOG

Como conciliar maternidade e carreira?

Por: Rosa Costa – Psicóloga e Coach Maternidade e carreira. Este é um assunto que ronda grande parte das mulheres que acabam de se tornar mães, estão prestes a retornar da licença ou desejam, após a chegada dos filhos, mudar de profissão ou investir em um empreendimento! Este texto é para você que está em […]

11 de abril de 2017
maternidade e carreira Healize

Por: Rosa Costa – Psicóloga e Coach

Maternidade e carreira. Este é um assunto que ronda grande parte das mulheres que acabam de se tornar mães, estão prestes a retornar da licença ou desejam, após a chegada dos filhos, mudar de profissão ou investir em um empreendimento!

Este texto é para você que está em meio a um turbilhão de pensamentos, desejos, medos e sonhos que nasceram junto com seu bebe. Vamos falar sobre maternidade e  carreira?

É importante iniciarmos nossa reflexão destacando que cada mulher é única em sua forma de perceber a vida e o trabalho após a maternidade. A construção de sua história é individual o que fará da configuração de sua carreira algo particular e único também.

Como o plano da volta às atividades profissionais está sendo pensado e vivido por você? O que você tem levado em consideração?

Para refletirmos juntos, elegemos alguns pontos importantes em todo processo de decisão sobre maternidade e carreira, mas é você dentro de suas possibilidades que dará a cor e o tom para a melhor forma de expressar para o mundo os seus dons e talentos!

maternidade-e-carreira-papel-do-pai

O pai e o bebê

A paternidade ativa é um grande suporte para a mulher retomar seu vínculo com o trabalho. Pai não ajuda! Pai cria, cuida e educa! Compartilhar os cuidados do filho com o pai e delegar funções facilita a construção de uma rotina onde ambos podem conciliar os momentos de atenção e educação dos filhos, com as necessidades de desenvolvimento profissional.

Há mulheres que querem ficar mais tempo com a criança e somente depois de um período voltar ao trabalho. A vontade da mulher é soberana e qualquer que seja sua decisão deve ser respeitada. Entretanto, há mães que não veem a hora de voltar a todo o vapor por diversos motivos, entre eles o fato de parte delas serem as provedoras da casa ou precisam junto com pai produzirem renda.

Planejar a amamentação

Como vou deixar meu filho tão pequenino e ainda em fase de amamentação? Muitas mulheres se sentem angustiadas nesse momento, mas buscar informação e apoio, farão total diferença.

Procurar um profissional capacitado que possa orientar sobre a retirada do leite materno (manual ou bomba elétrica), armazenamento, congelamento e manejo do leite para deixar para o bebê trarão segurança.

Caso você trabalhe em alguma institução se informe se existe espaço para aleitamento materno ou se é possível um período que você possa se ausentar para amamentar seu bebê.

mae-healize-1

Planejar o tempo

Palavra preciosa quando os filhos chegam. Compreender de que forma a rotina pode funcionar de maneira mais fluida facilita e muito. Cada família vive o tempo de uma forma e administrar as expectativas em relação a ele quando se tem um bebê em casa é viver a realidade como ela é! No entanto, criar um cronograma de atividades domésticas, ter uma diarista ou deixar dias específicos pra cuidar da casa, ter comida congelada e lanches rápidos para os dias mais corridos com o trabalho e o bebê podem ser ótimas soluções.

Adaptar-se gradualmente

Se maternidade e carreira são dois sonhos que não se separam, chegará o tempo em que a mãe não estará presente. Por isso é necessária uma adaptação gradual para ambos, tanto para a mãe – que pode se sentir culpada por deixar o filho – quanto para o bebê. Para que isso aconteça de forma confortável é importante construir o distanciar e o reencontrar de forma gradual, para que o bebê dentro de sua linguagem compreenda que “a mamãe volta” e a mãe se permita entender aos poucos que seu bebê pode ficar bem longe dela.

mae-empreendedora-maternidade-e-carreiraProcure horários flexíveis ou empreenda

Talvez não seja possível à mulher se dedicar integralmente à mesma atividade que fazia antes de ser mãe em período integral. Mas, que tal conversar no trabalho e negociar sua jornada em meio período ou em horários flexíveis? Algumas empresas começaram a adotar o Home Office como uma estratégia para reterem suas profissionais após a maternidade. Outra possibilidade a considerar é o empreendedorismo, uma oportunidade para exercitar seu poder de criação e ação.

Crie uma rede de apoio

Quando falamos em maternidade e carreira a construção da rede de apoio traz segurança e favorece o equilíbrio. Pedir o suporte para a família pode ser um importante aliado. A atenção que a família oferece ao bebê fortalece laços e afetos.

No entanto, nem sempre é possível contar com a família e encontrar quem cuide do seu bebê enquanto precisa trabalhar ou fazer reuniões, podendo ser um cuidador ou mesmo uma escolinha, nem sempre é tarefa fácil. Visitar escolas, procurar indicações, conversar com outras mães ajudam a revelar a melhor escolha, para você e seu bebê. O importante será estabelecer um local seguro para que mãe e bebê fiquem bem.

Outra possibilidade é mergulhar na criatividade para tecer a rede de apoio. Se você é um profissional liberal, porque não pensar em espaços de Coworking com área para crianças ou mesmo unir as amigas mães em um ambiente para trabalharem enquanto um cuidador fica com os filhos?

maternidade-e-carreira-healize

Olhe para você!

Quantas possibilidade e caminhos a percorrer na relação mãe e trabalho. Nossa última consideração é um convite! Observe e examine de perto a nova mulher que nasceu ao dar a luz ao seu bebê. Compreender suas novas necessidades, seus valores, o que realmente deseja e pode fazer é sem dúvida a primeira porta a abrir.

Destacamos o quanto os primeiros meses de vida são importantes para o cuidado e estabelecimento do vículo com este novo ser, mas também compreendemos, o quanto o papel profissional faz parte do ser mulher e do ser mãe.

Desejamos a você muito sucesso em sua carreira e muito amor em sua jornada materna!

Quer saber mais sobre este e outros assuntos relacionados à maternidade? Curta nossa página no Facebook e acompanhe todos as nossas lives e eventos.

 


Depoimentos

Minha doula, Karen, que me mostrou que muitos “nãos” podem ser convertidos em um único “sim”. Aquele que terá valor para o resto de sua vida, como a fênix faz a mulher renascer das cinzas, que faz adormecer a mulher fragilizada, para dar espaço a mulher dona de si, do seu destino e mãe. E que fez tudo para que isso acontecesse de uma forma serena, cheia de luz e paz. Para você, querida, que foi meu porto seguro, que fez tudo e que viveu minha perda e tornou isso a maior conquista e descoberta da minha vida: Todo amor que houver nessa vida.

Marilene Pereira

A drenagem linfática sempre me ajudou desde antes da gestação, mas principalmente durante ela, quando os inchaços são mais constantes. Além disso, contar com uma profissional bem atualizada me deixa bastante tranquila em relação ao parto (Karen será minha doula), sem contar todo o acolhimento recebido.

Juliana Ferraz

Conheci a Pamela este ano e recebi um enorme benefício para meu corpo e minha saúde. Sua conduta é profissional de grande qualidade, dedicação e seriedade, sempre preocupada em estudar a saúde de cada paciente em particular. Indico sempre seu trabalho!

Liliana

Bem , conhecer a Karen foi um prazer para mim , Gio e nosso filho Pedro . Iniciamos o preparo perineal com ela no terceiro trimestre de gestação com uma consulta atenciosa e profissional na clinica Healize. Tive uma dedicação da Karen desde o primeiro contato, e eu mesmo sendo médica precisei de muitas informações para meu desempenho no parto. Mesmo com o preparo que nosso corpo nos dá para o parto , a massagem perineal e o uso do EPi nos deixaram seguras frente ao trabalho de parto. O Pedro nasceu de 39 semanas e 3 dias de parto normal sem ipisiotomia sem nenhuma laceração em meu períneo , isso nos deixou muito gratas com o atendimento recebido na Healize.

Carolina Cresciulo

Tenho 68 anos e há 2 anos atrás não estava bem, com o corpo todo enrijecido, fortes dores me impossibilitando de andar ou subir degraus, foi quando decidi experimentar o Pilates, foi a minha cura. Gostaria de dizer que o Pilates tem que ser muito bem orientado e bem acompanhado, o que encontrei na Healize, com uma profissional séria, competente e que está sempre se atualizando com cursos e estudos.

Aidir Maria