BLOG

8 dúvidas comuns ao amamentar e suas respostas

Você sabe por que é tão importante amamentar? Na gestação existem tantas preocupações voltadas ao crescimento saudável do bebê, ao nascimento, como preparar a casa para a chegada desse ser tão desejado. Mas e quanto à amamentação? Qual a importância dada para esse processo que terá consequências fundamentais para toda a vida? Se preparar para […]

13 de julho de 2017
amamentar healize 2

Você sabe por que é tão importante amamentar? Na gestação existem tantas preocupações voltadas ao crescimento saudável do bebê, ao nascimento, como preparar a casa para a chegada desse ser tão desejado. Mas e quanto à amamentação? Qual a importância dada para esse processo que terá consequências fundamentais para toda a vida?

Se preparar para amamentar é algo desafiador. A grande maioria das mulheres que já têm filhos relata ser mais importante essa preparação do que qualquer outro assunto voltado à maternidade!

Para auxiliar as mamães de primeira viagem ou aquelas que não querem ter os mesmos problemas de gravidez anteriores, preparamos este post tirando algumas dúvidas mais comuns ao amamentar.

Importante: as dicas são perguntas reais de mães que assistiram à nossa live sobre a importância de amamentar com a consultora de aleitamento Ana Paula Morais. O vídeo está abaixo, na íntegra.

Deve-se preparar o seio para a amamentação durante a gestação?

Não é necessário. Assim como a mulher está pronta para gestar o bebê, para parir, ela também está pronta para amamentar. Durante a gestação, a aréola do mamilo escurece, produz muito mais melanina. Há pontinhos esbranquiçados em volta, os tubérculos de Montgomery, glândulas sebáceas que preparam o peito para receber a boca do bebê. O cheiro destas glândulas desperta o apetite do recém-nascido.

É verdade que amamentar é bom contra bactérias?

Sim, é verdade. O organismo da mãe consegue produzir anticorpos contra bactérias quando o bebê está com a boca em contato com o bico do seio.

Vale destacar que a amamentação é praticamente como a primeira vacina do bebê. Na gestação, a mamãe produz o colostro. A substância reúne uma grande quantidade de proteínas e de agentes de defesa contra infecções como imunoglobulinas A, lactoferrina, células brancas (leucócitos), citoquinas, entre outros, facilitando, também, a digestão do bebê e a eliminação intestinal do bebê.

Depois dos primeiros dias, aí vem o leite maduro, como chamamos.

 

Qual a importância de amamentar logo na primeira hora?

O bebê nasce com o poder de sucção muito grande e vai perdendo isso ao longo das horas. Por conta disso, é importantíssimo amamentar na primeira hora de vida. Para isso, é importante levá-lo ao seio para que ele seja atraído à amamentação. Vale destacar que o bebê não nasce sabendo mamar, ele aprende. O que acontece é que ele nasce sabendo sugar e por isso são importantes algumas técnicas para que ele comece a mamar de maneira adequada.

amamentar healize 2

Como amamentar corretamente?

Na maneira tradicional, coloca-se o bebê barriga a barriga com a mãe, com a cabeça acomodada no antebraço, posicionando o seio em direção à boca do bebê. A boca do recém-nascido deve estar bem aberta, no formato que chamamos de peixinho. Uma técnica para que ele abra mais a boca é passar o bico do peito no narizinho, que o fará abrir a boca para procurar o bico e é aí que ele tende a abocanhar com uma abertura maior.

O nariz tem de ficar livre, mas o queixo encostado ao seio. Esta é a maneira mais eficaz de se amamentar. O posicionamento adequado também ajuda a evitar a rachadura no seio.

 

Como prevenir as rachaduras no seio?

Durante a gestação, é importante não levar em consideração alguns mitos, como passar hidratante no seio, esfoliante, bucha, tomar sol. Não precisa de nada disso. Durante a gestação, é preciso preservar estas aréolas. Pode-se lavar o seio com sabonete normalmente, mas a aréola não.

amamentar-healize-1

Tenho medo de não ter leite. O que fazer?

Não ter leite é um mito. Todas as mães produzem leite. O que pode acontecer é, infelizmente, falta de informação. Por exemplo: se você está produzindo pouco leite por algum motivo, ela tem deixar o bebê sugar o quanto puder, porque esta sucção também favorece a produção de leite.

Se a criança chora, não necessariamente é por falta de leite, mas por outros motivos.

 

Um seio ou outro? É possível que um seio fique menor que outro?

É fato que cerca de 90% das mães produzem mais leite em um lado do que em outro. A mãe precisa ficar atenta, porque isso pode causar estranheza no bebê e fazê-lo preferir mamar de um lado e não de outro.

Sobre o tamanho do seio, sim, um pode ficar maior que o outro, porém, em geral, volta ao normal depois da amamentação. Claro, nenhum seio é do mesmo tamanho que o outro, sendo a mulher mãe ou não, isso é natural.

Quando é o momento de desmamar e como fazer isso?

O desmame gentil é a maneira mais adequada, em que o processo é feito gradualmente. Após o primeiro ano da criança, é possível fazer o desmame noturno.  Já o desmame total, segundo a Organização Mundial da Saúde, recomenda-se que seja feito a partir dos dois anos.

Informação é o caminho

Estas e outras dúvidas podem deixar as mães em apuros, porque sempre há mais foco na gestação e em planos de parto e no pós-parto este tema costuma ficar em segundo plano. Por isso, o correto é buscar informações já na gestação, seja vendo vídeos, lendo blogs ou procurando uma consultora em aleitamento.

Aqui em nosso blog e em nossas redes sempre falamos sobre o assunto em lives ou outros eventos. Fique atenta. Curta nossa página no Facebook e não tenha mais dúvidas a respeito da amamentação.

Até a próxima!


Depoimentos

Minha doula, Karen, que me mostrou que muitos “nãos” podem ser convertidos em um único “sim”. Aquele que terá valor para o resto de sua vida, como a fênix faz a mulher renascer das cinzas, que faz adormecer a mulher fragilizada, para dar espaço a mulher dona de si, do seu destino e mãe. E que fez tudo para que isso acontecesse de uma forma serena, cheia de luz e paz. Para você, querida, que foi meu porto seguro, que fez tudo e que viveu minha perda e tornou isso a maior conquista e descoberta da minha vida: Todo amor que houver nessa vida.

Marilene Pereira

A drenagem linfática sempre me ajudou desde antes da gestação, mas principalmente durante ela, quando os inchaços são mais constantes. Além disso, contar com uma profissional bem atualizada me deixa bastante tranquila em relação ao parto (Karen será minha doula), sem contar todo o acolhimento recebido.

Juliana Ferraz

Conheci a Pamela este ano e recebi um enorme benefício para meu corpo e minha saúde. Sua conduta é profissional de grande qualidade, dedicação e seriedade, sempre preocupada em estudar a saúde de cada paciente em particular. Indico sempre seu trabalho!

Liliana

Bem , conhecer a Karen foi um prazer para mim , Gio e nosso filho Pedro . Iniciamos o preparo perineal com ela no terceiro trimestre de gestação com uma consulta atenciosa e profissional na clinica Healize. Tive uma dedicação da Karen desde o primeiro contato, e eu mesmo sendo médica precisei de muitas informações para meu desempenho no parto. Mesmo com o preparo que nosso corpo nos dá para o parto , a massagem perineal e o uso do EPi nos deixaram seguras frente ao trabalho de parto. O Pedro nasceu de 39 semanas e 3 dias de parto normal sem ipisiotomia sem nenhuma laceração em meu períneo , isso nos deixou muito gratas com o atendimento recebido na Healize.

Carolina Cresciulo

Tenho 68 anos e há 2 anos atrás não estava bem, com o corpo todo enrijecido, fortes dores me impossibilitando de andar ou subir degraus, foi quando decidi experimentar o Pilates, foi a minha cura. Gostaria de dizer que o Pilates tem que ser muito bem orientado e bem acompanhado, o que encontrei na Healize, com uma profissional séria, competente e que está sempre se atualizando com cursos e estudos.

Aidir Maria